+55 11 2157-8329 | +55 11 2157-8124

News

Quais são os tipos mais comuns de dores e lesões de joelho?


Autor: Dr. Daniel Padilha - CREFITO 3/235810-F

Publicada em : 24/10/2018

 

O joelho é uma articulação com um dos maiores índices de incidência de lesão, sejam atletas, pessoas que praticam atividades físicas regularmente, ou até mesmo pessoas totalmente sedentárias.

 As dores e lesões podem ter as mais variadas causas e afetar as mais diversas estruturas que compõem tal articulação, como os ligamentos, tendões, meniscos, cápsula articular e ossos.

Existem alguns fatores que podem causar essas dores e lesões no joelho de maneira direta e indireta. Estes fatores causais podem incluir sobrecarga na articulação, excesso de peso, traumas e até mesmo má postura.

Pelo fato de a articulação do joelho possuir diversas estruturas que podem ser afetadas e as lesões terem uma origem multifatorial, a quantidade de patologias relacionadas ao joelho é realmente muito grande. Sendo assim, listaremos a seguir quais são os tipos mais comuns de dores e lesões de joelho.

 

Lesão do Ligamento Cruzado Anterior (LCA)

O Ligamento Cruzado Anterior é uma estrutura que fica na região anterior do joelho, ligando o osso do fêmur à tíbia e impedindo que haja alguma instabilidade na mesma.

Sua lesão ocorre normalmente devido a algum tipo de trauma, sendo muito comum ocorrer durante a prática de algum tipo de esporte como o futebol, por exemplo. O estresse causado pode fazer com que este ligamento se rompa parcialmente ou até mesmo totalmente em situações mais graves.

Esta condição causa dores, inchaço local e dificuldade em executar certos movimentos.

 

Lesão dos Meniscos

Os meniscos são uma estrutura que fica localizada exatamente no meio da articulação do joelho, no espaço articular existente entre o fêmur e a tíbia e é responsável por absorver todos os impactos causados nesta articulação.

Podem ser lesionados devido à sobrecarga excessiva e movimentos de rotação do joelho, o que levará a pessoa a sentir dores na região.

 

Artrose

A artrose é uma condição que envolve basicamente o desgaste da cartilagem da articulação do joelho, levando ao aumento do atrito entre os dois ossos. Esta é uma condição que gera dor ao paciente de forma progressiva e pode ser acentuada em algumas situações, como durante a realização de uma atividade física, por exemplo.

Embora ainda não tenha uma cura completa, o tratamento para a artrose pode ajudar a aliviar os sinais e sintomas e a intervenção necessária irá variar dependendo do grau de acometimento.

 

Condromalácia patelar

A condromalácia patelar é o desgaste ou amolecimento da cartilagem da patela, numa região chamada condilo femoral, o que provoca dores e inflamação no local.

Nesta situação, o indivíduo afetado pela condromalácia patelar passará a sentir dores na região anterior do joelho. Este sintoma pode ser agravado pela execução de alguns movimentos, como agachar, descer escadas e ajoelhar, que aumentam o atrito desta cartilagem com outras estruturas do joelho, como os ossos, por exemplo.

 

Luxação patelar

A patela é um pequeno osso situado na região anterior do joelho. Quando ocorre a luxação patelar, normalmente por algum trauma, este pequeno osso sai de sua posição anatômica habitual e passa a gerar dores, inchaço local, e até bloqueio da articulação em alguns casos mais graves.

 

Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP)

O ligamento cruzado posterior é uma estrutura localizada na região posterior do joelho e tem como uma de suas principais funções oferecer estabilidade para a articulação do joelho, prevenindo assim que ocorram movimentos indesejados.

A sua lesão, assim como a do ligamento cruzado anterior, pode ser parcial ou total, e a situação pode ser ocasiona durante a realização de algum esporte ou então devido a algum trauma, como em acidentes de trânsito, por exemplo.

A lesão desta estrutura irá gerar sintomas como dores e instabilidade, principalmente durante a realização de alguns movimentos e desconforto.

 

Tendinopatia patelar

A tendinopatia patelar é uma condição onde há a irritação/inflamação do tendão que transmite força e gera movimento da perna através da patela prende e oferece mobilidade à patela(retirar). Normalmente ocorre em atletas que praticam atividades que envolvem saltos, ou em pessoas comuns pelo uso de sapatos inadequados, quedas, entre outros.

A condição trará para o paciente sintomas como dores durante a noite, ao realizar algumas atividades/movimentos, ou então ao manter o joelho em flexão por muito tempo.

 

As lesões descritas acima são os tipos mais comuns que podem acometer a articulação do joelho e os sinais e sintomas apresentados irão variar de acordo com o paciente e o grau de lesão apresentado.

De maneira geral, o tratamento para cada uma delas irá variar dependendo do nível em que a lesão se encontra, podendo ser tratada de forma conservadora por um fisioterapeuta, ou então por meio de uma intervenção cirúrgica aliada a um tratamento fisioterapêutico pós-cirúrgico.

O tipo de tratamento aplicado a cada caso será decidido pelo médico, e quanto ao tratamento conservador, as medidas terapêuticas serão definidas pelo próprio fisioterapeuta.

 

Referência Bibliográfica:

http://www.centraldafisioterapia.com.br/dicas-de-saude/principais-lesoes-do-joelho

https://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/problemas-no-joelho-veja-as-lesoes-mais-comuns-e-as-diferencas-entre-elas.ghtml

 


<- Voltar